Número total de visualizações de página

terça-feira

É BELO PERTENCER A CRISTO

«A sua vida era ditosa, feliz: era um rabino que tinha a alegria de viver, que gostava dos banquetes e das flores do campo, que sabia apreciar as belas pedras do templo e o perfume vertido sobre ele, o abraço das crianças e a carícia dos cabelos imbuídos de nardo da amiga.
Que significa obter a fé? É adquirir a beleza do viver, descobrir que é belo viver; é belo amar, criar, gerar, pôr a vida nas mãos de quem põe a sua vida nas tuas. É belo pertencer a Cristo e ao Evangelho, porque tudo tem um sentido positivo, tudo se encaminha para a vida e não para a morte, para um desfecho luminoso aqui e na eternidade. Para uma vida boa, bela e venturosa.»
Ermes Ronchi, "Tu és Beleza"


 

segunda-feira

Catequese 5 (Continuação)

Continuamos a falar da catequese 5 "Na igreja reúnem-se os amigos de Jesus".

Depois fizemos uma pequena viagem às catequeses dadas através do catecismo para que as crianças não se esqueçam (dentro do possível) do que falamos; ir à catequese, ter mais amigos, a visita à casa de Deus, a festa do acolhimento  e onde se reúnem os amigos de Jesus e por outro lado serem capazes de pôr em dia os diversos TPC que são pedidos.  

Os TPC da catequese 1 à catequese 5 devem ser feitos ao ritmo de cada criança e a ajuda dos pais deve ir no sentido de ler o catecismo ajudando(a) a entender não só o que lá está escrito mas também aquilo que foi falado na catequese.
 
 
 
 

Aniversariante do dia

 
A primeira aniversariante do grupo de catequese "Estrelinhas de Jesus" foi a ... 
 
Catarina
 
 
27/10/2012
 
Todos os meninos e meninas do grupo de catequese bem como os catequistas cantaram os parabéns e desejaram os votos de muitas felicidades.

domingo

A Festa do Acolhimento

Teve lugar no dia de ontem, 20 de outubro, na Eucaristia das 16.30, a Festa do  Acolhimento para as crianças do 1º ano da Catequese Paroquial.

Na presença dos seus pais e da comunidade paroquial ouviram as palavras do sr. Pe. Francisco que dizia que ao serem  acolhidas   no seio da Igreja para a sua caminhada na catequese, era também o momento de todos os/as meninos/as  acolher dentro de si JESUS.

Cada menino/a recebeu das mãos do nosso pároco uma pagela que assinala este primeiro  grande momento de encontro com Jesus.


Após o final da eucaristia seguiu-se a fotografia de conjunto para vivamos com alegria esse momento importante e marcante quer para os/as meninos/as, quer dos catequistas.  



sexta-feira

Festa do Acolhimento

Sábado 20 de outubro teremos catequese às 14.50 e os pais dos meninos/as do 1.º ano estão convidados a estarem presentes na Festa do Acolhimento às suas crianças na Eucaristia das 16.30.

Esta festa pretende ajudar o vosso filho:

- a perceber que ele não está sozinho, mas que há outras pessoas que já conhecem Jesus;

- despertar nele o desejo de ser cristão, como os adultos. 

Nota - No domingo não haverá catequese.

segunda-feira

Logotipo e hino oficial do Ano da Fé

Uma breve explicação do conceito por trás do logotipo do Ano da Fé


Num quadrdo com borda em traços finos, encontra-se representada uma barca que é a imagem da Igreja, o mastro é uma cruz que iça as velas que, com sinais dinâmicos, realizam o trigrama de Cristo (IHS) e no fundo das velas, o sol, que associado ao trigrama nos remete para a eucaristia.

IHS é a abreviatura do nome de Jesus em grego ou da escrita latina do nome como se usava na Idade Média: Ihesus.. Trata-se de um trigrama cristológico propagado no séc. XIV pelo pregador S. Bernardino de Sena. No séc. XVI, foi retomado com a designação de "Jesum habemus socium", que quer dizer, em português "Temos Jesus como companheiro".


O hino oficial do Ano da Fé



Catequese 5 - Na igreja reúnem-se os amigos de Jesus

 
Após uma breve explicação sobre o que é o Ano da Fé aos meninos e meninas da catequese foi colocada no pulso de cada uma delas uma fita igual à que se segue.

Nesta catequese mostramos aos meninos/as a diferença entre igreja e Igreja.

Assim ficaram a saber que;
igreja (i minúsculo) é o edifício onde se reúnem os amigos de Jesus.
Igreja (I maiúsculo) é o grupo dos amigos de Jesus.
Oração:
Ó Jesus, obrigado por seres meu amigo
 Ajuda-me a ser também amigo dos outros.

Finalizámos a catequese com o cântico "Eu tenho um amigo que me ama"

sexta-feira

S. Tomás de Aquino diz-nos: "A Fé aproxima-nos do conhecimento de Deus".
 
A catequese é a actividade pastoral da Igreja que se preocupa directamente com a qualidade da Fé cristã, tanto pessoal como comunitária.
Então qual é o papel da catequese?
É levar-nos, a todos e a cada um de nós nesta caminhada da Fé até ao seu conhecimento. Para isso é tão importante na catequese o modo como é feita: ao catequista não chega apresentar Jesus, é preciso apresentá-lo com o seu exemplo de vida. O modo como vive diz mais do que os «discursos» que possa fazer.
As nossas atitudes: de amor responsável, de justiça, de partilha, de sensatez, de espiritualidade - têm uma influência muito maior do que todas as palavras sobre essas atitudes ou outras. 
É isso que continuaremos a fazer neste Ano da Fé proclamado para toda a Igreja, pelo Papa Bento XVI, que teve o seu início ontem 11 de Outubro e irá  até 24 de Novembro de 2013.

Para que as crianças percebam um pouco o que é o Ano da Fé a Diocese do Porto editou um esquema que passo a apresentar.
 

terça-feira

Uma história de 4 pessoas - ler e reflectir

Esta é uma história sobre quatro pessoas

TODO O MUNDO,
ALGUÉM,
QUALQUER UM,
e NINGUÉM.

Havia um importante trabalho a ser feito
e TODO O MUNDO
tinha a certeza que
ALGUÉM o faria.

QUALQUER UM
poderia tê-lo feito,
mas NINGUÉM fez.

ALGUÉM zangou-se
porque era um trabalho
de TODO O MUNDO.

TODO O MUNDO pensou
que QUALQUER UM poderia fazê-lo,
mas NINGUÉM nunca imaginou
que TODO O MUNDO deixasse  de fazê-lo.

No final TODO O MUNDO
culpou ALGUÉM
porque NINGUÉM fez
o que QUALQUER UM poderia ter feito.


Leiam esta história aos vossos filhos e recolham as suas ideias para colocá-las aqui no blogue.
Podem mandá-las para o meu mail.


Catequese 3 - Visitamos a casa de Deus (1.ª parte)

A igreja, como espaço de encontro e oração com Deus, não é (ainda) um lugar familiar às crianças. É nessa perspectiva que se procura transmitir à criança o sentido de pertença ao grupo dos amigos de Jesus.

Nesta catequese começamos por fazer um desenho em duas partes. Na primeira parte desenharam a casa onde moram (segundo eles) e na segunda parte a casa de Jesus (igreja). Quais as diferenças entre as duas casas. Eis o resultado:
 
 
Pedro

 
João Pedro

 
Catarina

Bianca



Filipa


Miguel Moura


Afonso


Rafael


Miguel Neves


Diogo

... fantástico.
 
Nesta catequese procuramos as diferenças entre a nossa casa e a casa de Jesus. Encontramos pontos comuns mas destacamos a importância de cada lugar.
 
Também aprendemos que na igreja devemos:
 
 - escutar a Palavra de Deus, a louvá-lo, a cantar-lhe, rezar-lhe...
 
 - comporta-nos bem na igreja (templo/casa de Deus) 


Eis uma pequenina oração que os vossos filhos podem aprender convosco:

Ó Jesus,
Obrigado por seres meu Amigo.
Ajuda-me a ser também amigo dos outros.
Amen.

sexta-feira

catequese 2 - Tenho mais amigos (2.ª parte) Uma nuvenzinha em viagem


Num dia de outono,  o vento soprava forte fazendo voar as folhas. Uma nuvenzinha que estava a passear ali perto, disse-lhe: "Olá, vento, posso brincar contigo?". O vento então perguntou: “Que poderias fazer? Sabes soprar?".A nuvenzinha experimentou: "...ffff... fff... não, não sou capaz ", disse desconsolada. Então o vento respondeu-lhe: "Tu não és capaz de soprar como eu. Vai-te embora!". E a nuvenzinha foi-se muito triste.
Mais à frente encontrou o verão e o sol resplandecente no céu. Então, aproximou-se e disse: "Olá sol, posso brincar contigo?". Mas o sol aborrecido respondeu-lhe: "Não vês que te puseste muito perto de mim? Estás a obscurecer-me!  Vai-te embora, tu não és capaz de brilhar como eu e nem sequer de criar calor!". E a nuvenzinha foi-se embora, cada vez mais triste.

Haut du fUm pouco mais além, estava o Inverno e a neve caia leve. A nuvenzinha parou e perguntou: "Olá neve, posso brincar contigo?". A neve olhou para ela de alto a baixo e sussurrou: "Mas tu és capaz de fazer nevar?". A nuvenzinha esforçou-se tanto que de cinzenta tornou-se preta, mas de neve nada. "Não, não creio ser capaz" disse a nuvenzinha emitindo um trovão. "Shhh!", calou-a a neve. "Então não me podes ajudar. Eu sou silenciosa, tu és demasiado barulhenta! Tu não és capaz de fazer cair neve e cobrir a paisagem como eu, vai-te embora vai!". E a nuvenzinha foi embora ainda mais triste.
Estava desconsolada, quando encontrou a primavera e ouviu alguém a chorar. Inclinou-se e viu uma florzinha que soluçava desesperada. Aproximou-se e perguntou-lhe a razão de tamanha tristeza. E a florzinha respondeu: "Tenho sede, estou quase a morrer, podes-me ajudar ?". "Não sei, eu não sei fazer quase nada.., não sei soprar como o vento, não sei brilhar como o Sol, não sei cair leve como a neve, e ninguém me quer…". Dizendo isso, a nuvenzinha começou a  chorar e as suas lágrimas tornaram-se outras tantas gotas de chuva que mataram a sede à florzinha A partir daquele dia, a nuvenzinha e a florzinha tornaram-se amigas e compreenderam terem necessidade uma da outra para serem felizes.

Moral da História - O dom da vida que recebemos pode tornar-se um dom para os outros quando construimos relações verdadeiras na escola, em casa, na catequese com os amigos. Assim, devemos tratar-nos todos com muito respeito!

quinta-feira

Catequese 2 - Tenho mais amigos (1.ª parte)

As crianças são sensíveis ao acolhimento que lhe fazem. Os elogios, os carinhos fazem-nas sentirem-se importantes e seguras. Gostam de ter amigos, querem ter muitos amigos da sua idade, mas para serem amigos uns dos outros, têm que se  respeitar. Para que haja respeito precisam de regras e só cumprindo essas regras é que poderão ser felizes..

Uma seleção de imagens levou as crianças a separá-las em dois grupos, o grupo bom e o grupo mau.


A partir desses dois grupos criou-se um painel de regras a ser seguido quer na catequese, na escola, em casa, enfim no dia a dia.

 

Falamos sobre cada uma das regras e como seremos mais amigos se as levarmos em conta. O grupo compromete-se a cumprir e a fazer cumprir em todos os momentos.

 Nesta catequese pretendemos que o vosso filho:

 - experimente a alegria de ter novos amigos;
 - aprenda que a amizade implica respeito pelos amigos;
 - descubra um amigo especial: JESUS-